Carregando...

Construção de plataforma multimodal da Norte-Sul em Rio Verde vai alavancar economia em todo Estado

Notícia Postada em: 22/11/2017 10:11:57



                                                                     

Sempre em busca de investimentos que beneficie a população do Sudoeste Goiano, o trabalho do deputado estadual Lissauer Vieira mais uma vez rendeu bons frutos com a confirmação da construção de plataforma multimodal da Norte-Sul em Rio Verde. A licitação será realizada em fevereiro do ano que vem, e Santa Helena também continuará com uma plataforma.

Nesta terça-feira, 21, o deputado estadual Lissauer Vieira (PSB) juntamente com o governador Marconi Perillo (PSDB), autoridades políticas e várias lideranças classistas de Rio Verde estiveram em reunião na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), onde receberam do presidente da Agência, Jorge Bastos, a confirmação da construção de plataforma multimodal da Norte-Sul em Rio Verde, uma obra estratégica para o crescimento da economia de Goiás nas próximas décadas.

O trabalho do parlamentar para a construção do “porto seco” no município começou em outubro deste ano, quando Lissauer acompanhou um grupo de empresários de Rio Verde em uma audiência com o governador Marconi e solicitou a construção de uma plataforma multimodal (Porto Seco) no município, mantendo ainda, uma plataforma multimodal em Santa Helena como o previsto e já anunciado. Sendo a plataforma de Santa Helena administrada pela Valec, e plataforma em Rio Verde administrada pela iniciativa privada.

Lissauer avalia, “a construção da plataforma é uma conquista extraordinária para a economia de Rio Verde e do Sudoeste Goiano. Estamos desde outubro deste ano, lutando para que este porto seco seja instalado no município, promovendo geração de emprego e renda, além de alavancar a economia em todo Estado, ” acrescentou o deputado.

A licitação da plataforma será realizada em fevereiro, o governo federal vai atender o pleito do governo estadual e do setor produtivo e lançar o edital da obra já no mês que vem. A plataforma será usada na transposição, para a Norte-Sul, da produção agropecuária e industrial da região, promovendo a integração entre os modais rodoviário e ferroviário.

Norte-Sul

A construção da Ferrovia Norte-Sul começou em 1987, com traçado entre Açailândia (MA) e Anápolis (GO), de modo a atravessar os estados do Maranhão, Tocantins e Goiás. A partir de 2006, o governo federal decidiu ampliar a linha férrea, com a inclusão do trecho entre Anápolis e Panorama (SP) e, em seguida, de Panorama a Chapecó (SC), e desta até Rio Grande (RS). Com a expansão até o território paulista, a ferrovia atravessará todo o território goiano, influenciando diretamente 34 municípios do Estado.