Graos

Em matéria publicada no Jornal Diário da Manhã do dia 19 de novembro, Rio Verde aparece como a Capital do Agronegócio. Conforme números divulgados em 2012 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o município conta com um PIB de R$ 6,624 bilhões e uma renda per capita de R$33.779,90.

Para o deputado estadual Lissauer Vieira (REDE), representante do município na Assembleia Legislativa, “esses números são reflexos de uma população trabalhadora e da credibilidade depositada pelos investidores no município e de parcerias em busca de novas tecnologias”.

Segundo estimativas desse ano, a população do município é de 207.292 habitantes. É o quarto município mais populoso de Goiás, ficando atrás apenas de Goiânia, Aparecida de Goiânia e Anápolis. A cidade é a maior produtora de soja do Estado, com uma média de 579.600 toneladas. Além disso, é também a maior produtora de arroz, milho, algodão, sorgo, feijão e girassol. E ainda, dispõe, de importante plantel bovino, avícola e suíno e destaca-se no processamento industrial de carnes de aves e suínos.

“Rio Verde é polo agropecuário, isso trouxe para o município uma série de indústrias de processamento de grãos, carnes e lácteos, agregando valores à produção. Precisamos continuar dando suporte a novos investimentos e pesquisas, abrindo novas perspectivas econômicas. Nesse sentido a administração municipal, através do prefeito Juraci Martins não mede esforços para buscar sempre novos incrementos e, nosso mandato está sempre à disposição para oferecer respaldo necessário”, assinalou o deputado Lissauer.

Parceria

O município também é um polo educacional de ensino superior, com faculdades e universidade aptas à formação de parcerias no campo de pesquisas. Nessa linha a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) se articula com as unidades de ensino para o fomento de pesquisas e de troca de novas experiências. A Dra. Maria José Del Peloso, diretora de Pesquisa da Emater, está convencida que com a identificação de projetos em parceria com a Universidade de Rio Verde (UniRV) a “aceitação à ideia é bastante positiva”.

No Instituto Federal Goiano, situado no Campus Universitário de Rio Verde, os contatos foram considerados proveitosos entre o diretor de Pesquisa de Inovação, Alan Carlos Costa, o diretor Anísio Correa Rocha e o vice-diretor José Wess. Entre os pontos comuns, área de melhoramento de plantas, com validação de cultivares de soja, milho, sorgo, banana. Há um interesse nas áreas de soja para alimentação humana e as plantas nativas do cerrado para posterior formação do Jardim Botânico de Rio Verde. Por último, discussões técnicas sobre aplicação de defensivos agrícolas, aves e suínos; aquicultura, projetos de integração lavoura e pecuária e de integração de lavoura, pecuária e florestas

 

Faça parte da Lista de transmissão no

Whatsapp

Receba atualizações exclusivas e tenha participação ATIVA nas discussões e pesquisas.

Faça parte da Lista de transmissão no

Whatsapp

Receba atualizações exclusivas e tenha participação ATIVA nas discussões e pesquisas.

redes sociais

siga e participe do nosso trabalho

Apoie a nossas causas, curtindo, comentando e compartilhando nossos conteúdos.

1 of 93