Mais uma reunião da Frente Parlametnar do Agronegócio sera realizada em Rio Verde

               Intenção é continuar as discussões de políticas públicas e privadas para o setor agropecuário, envolvendo deputados estaduais, autoridades políticas, entidades de classe e produtores rurais, em defesa do agronegócio

                A Frente Parlamentar do Agronegócio (FPA), sob a presidência do deputado estadual Lissauer Vieira (PSD), prepara mais uma reunião suprapartidária em Rio Verde durante a realização do 57ª Exposição Agropecuária no município.

Na reunião, que acontece no próximo dia 15, a partir das 14 horas, no salão social do Sindicato Rural, no Parque de Exposições Garibaldi da Silveira Leão, entre outros temas, estarão em pauta a subvenção estadual ao seguro rural e a liberação, ou não, do Benzoato de Emamectina em Goiás. Um dos palestrantes será Enio Jayme Fernandes, presidente nacional da comissão de cana-de-açúcar da CNA e diretor do Sindicato Rural de Rio Verde.

Essa será a terceira reunião da FPA em cinco mes es de criação, a primeira foi em Goiânia e a segunda aconteceu durante a realização da Tecnoshow, em Rio Verde. Lissauer Vieira, presidente da FPA, acredita que esses encontros produzam resultados satisfatórios.

“Aprendemos muito nessas reuniões, trocamos experiências e em cada encontro buscamos maneiras e alternativas de vencer as dificuldades e crises que assolam todo o país sem distinção de setor. O agronegócio sofre diretamente os efeitos de uma economia ruim e o resultado final disso tudo, infelizmente, é também sentido no bolso do consumidor final”, argumenta o deputado.

Lissauer lembra de “lutas” que vem empreendendo ao lado de entidades agropecuárias, como a FAEG e Sindicatos Rurais. Entre elas a busca para conquistar o Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR) por parte do Governo do Estado. “Atualmente ao contratar o seguro rural, o produtor paga somente 50% da parte do prêmio e o Governo

Federal cobre a diferença. Nossa intenção, como já acontece em outros estados, é que o Governo do Estado dê a subvenção de 25%, deixando sob a responsabilidade do produtor os outros 25%”, ressalta o deputado.

“Hoje, mesmo com o subsidio do Governo Federal com 50%, o seguro agrícola é muito caro, inviabilizando o produtor. Tanto que no Brasil apenas 8% da área plantada está segurada. Com o apoio do Governo do Estado o produtor goiano terá mais facilidades em segurar sua produção, com isso produzirá mais, trazendo mais divisas para o Estado. Todos sairão ganhando”, diz Lissauer Vieira.

Faça parte da Lista de transmissão no

Whatsapp

Receba atualizações exclusivas e tenha participação ATIVA nas discussões e pesquisas.

Faça parte da Lista de transmissão no

Whatsapp

Receba atualizações exclusivas e tenha participação ATIVA nas discussões e pesquisas.

redes sociais

siga e participe do nosso trabalho

Apoie a nossas causas, curtindo, comentando e compartilhando nossos conteúdos.

1 of 93