Segundo representante da Coopafego, a Alego é uma vitrine para os pequenos produtores, já que centenas de pessoas frequentam diariamente a sede do Legislativo goiano

O presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, Lissauer Vieira (PSB), visitou o estande de representantes da Cooperativa da Agricultura Familiar do Estado de Goiás (Coopafego), no hall da Alego, e reforçou que o espaço está sempre aberto para os pequenos produtores. A cooperativa tem base de produção na cidade de Caiapônia, cerca de 350 quilômetros da capital, e participa do programa ‘Terça Cultural’, que dá destaque para eventos culturais e produtos regionais de diferentes municípios goianos.

O presidente Lissauer Vieira, que é produtor rural, disse que é uma satisfação receber os agricultores familiares e valorizar o trabalho feito por eles. “Eu como sou dessa área, sei muito bem da importância que é dar apoio a esses pequenos produtores rurais, que desenvolvem uma atividade de subsistência e são fundamentais para a sua região. Então fico feliz em poder abrir as portas da Assembleia, ajudar a tornar o trabalho dessa cooperativa ainda mais conhecido e valorizar o homem do campo”, afirmou.

Para um dos colaboradores técnicos da Coopafego, Júnior Almeida, expor os produtos produzidos por cerca de 70 famílias na Assembleia Legislativa é sinônimo de visibilidade. “A gente entende que a Assembleia é uma vitrine e que por aqui passam centenas de pessoas diariamente, entre servidores, autoridades e comunidade em geral, de todos os municípios goianos, e até mesmo do Brasil. Para nós, é muito bom expor nossos produtos na Alego”, declarou.

O agricultor aproveitou a oportunidade para agradecer ao presidente Lissauer o apoio à cooperativa. “Agradeço ao presidente da Casa, deputado Lissauer Vieira, por sua sensibilidade a essa temática da agricultura familiar, porque ele sabe e entende que somos responsáveis por alimentar as mesas de todos os brasileiros”.

A Coopafego começou suas atividades há apenas oito meses e já tem abrangência estadual, apesar de sua base de produção estar voltada para a região do Oeste goiano. Segundo Júnior Almeida, a intenção é aumentar o número de famílias que integram a cooperativa para que a produção cresça ainda mais.

Na cooperativa goiana destacam-se a produção de frutas, legumes, verduras e animais, sendo que os principais são mandioca, leite, frangos, peixes e hortaliças. Além de toda essa variedade, a Coopafego também trabalha com artesanato produzido pelas mulheres da cooperativa.
Dados do IBGE apontam que cerca de 70% dos alimentos consumidos no Brasil são fruto da agricultura familiar, que colabora para a geração de renda e emprego no campo, e ainda, melhora o nível de sustentabilidade das atividades no setor agrícola.

O estande da Coopafego, que faz parte da Terça Cultural, segue exposto no hall da Alego até a quinta-feira, 22. Além da cooperativa dos agricultores de Caiapônia, há outros municípios expondo artesanato e produtos típicos da região de Jandaia, como mel, rapadura, cachaça, doces cristalizados, e ainda de Mairipotaba, com tapetes, almofadas e outros itens de trabalho manual.

Faça parte da Lista de transmissão no

Whatsapp

Receba atualizações exclusivas e tenha participação ATIVA nas discussões e pesquisas.

Faça parte da Lista de transmissão no

Whatsapp

Receba atualizações exclusivas e tenha participação ATIVA nas discussões e pesquisas.

redes sociais

siga e participe do nosso trabalho

Apoie a nossas causas, curtindo, comentando e compartilhando nossos conteúdos.

1 of 93