Durante a primeira sessão híbrida do Legislativo goiano, o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) apresentou dois projetos voltados para a melhoria da qualidade de vida das pessoas com deficiência (PcD)

Sempre atento as principais necessidades da população do estado, o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), Lissauer Vieira (PSB), apresentou durante a primeira sessão híbrida realizada pelo Poder Legislativo nesta terça-feira, 1º, dois projetos de sua autoria que vão ao encontro de demandas importantes da sociedade goiana, especialmente, das pessoas com deficiência (PcD). O primeiro deles (3957/20) estabelece a doação de bicicletas apreendidas pelas Polícias Civil e Militar para entidades de acolhimento e filantrópicas. Já o segundo (3958/20) dispõe sobre a implantação do serviço de mensagem (SMS) para comunicação com os serviços emergenciais, como Samu, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e PM.

Em relação à matéria que trata sobre a destinação de bicicletas apreendidas no estado para entidades filantrópicas, o chefe do Poder Legislativo justificou que o projeto pretende desafogar as dependências das unidades policiais de Goiás e, ao mesmo tempo, suprir necessidades importantes das pessoas com deficiência, uma vez que, essas bicicletas poderiam ser recicladas e transformadas em cadeiras de roda e de banho e, posteriormente, doadas para as pessoas com necessidades especiais que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

‘Sabemos que a maioria das bicicletas apreendidas em nosso estado ficam acumuladas nos pátios das delegacias, sofrendo com as ações do tempo e se deteriorando aos poucos. Também sabemos que existem entidades filantrópicas que fazem um importante trabalho de reciclagem com bicicletas, transformando-as em cadeiras de rodas e de banho para as pessoas com deficiência de baixa renda. Diante disso, queremos com esse projeto dar uma destinação correta para essas bicicletas visando, principalmente, oferecer um pouco mais de qualidade de vida para quem mais precisa”, explicou Lissauer.

Já o projeto que pretende implementar o serviço de mensagens curtas (SMS) via celular para a comunicação com serviços emergenciais também está pautado pelos princípios fundamentais da cidadania e da dignidade da pessoa humana e visa atender, especialmente, os deficientes auditivos. Segundo o presidente Lissauer, a matéria tem como objetivo principal facilitar o acesso das pessoas em situação de perigo aos canais de emergência, sobretudo, daquelas impossibilitadas de realizarem chamadas em razão de algum tipo de deficiência.

“Pretendemos com esse projeto assegurar a todas as pessoas, principalmente, aquelas portadoras de necessidades especiais, o direito à comunicação e à segurança. Com a aprovação da matéria, qualquer cidadão poderá entrar em contato com a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Samu e Defesa Civil através de mensagem de texto, sem nenhuma necessidade de chamada telefônica. Sem dúvidas, uma iniciativa de caráter essencial e de grande relevância pública”, justificou.

As matérias foram lidas hoje em plenário e na quinta-feira, 3, serão distribuídas para as comissões temáticas e, em breve, retornam para votação em plenário. A tramitação dos projetos pode ser acompanhada através do www.opine.al.go.leg.br.

Faça parte da Lista de transmissão no

Whatsapp

Receba atualizações exclusivas e tenha participação ATIVA nas discussões e pesquisas.

Faça parte da Lista de transmissão no

Whatsapp

Receba atualizações exclusivas e tenha participação ATIVA nas discussões e pesquisas.

redes sociais

siga e participe do nosso trabalho

Apoie a nossas causas, curtindo, comentando e compartilhando nossos conteúdos.

1 of 93