Empossados em solenidade realizada no Plenário Iris Rezende, Caiado e Vilela comandarão o estado no período de 1º de janeiro de 2023 a 5 de janeiro de 2027

O presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), Lissauer Vieira (PSD), presidiu neste domingo, 1º, a solenidade de posse do governador reeleito, Ronaldo Caiado (UB) e do vice-governador, Daniel Vilela (MDB). Caiado foi empossado de forma virtual, de São Paulo, de onde se recupera de um cirurgia cardíaca. Na oportunidade, o líder do Parlamento goiano cumprimentou os empossados e destacou a conduta harmônica e republicana do Legislativo com o Executivo estadual.

“Hoje, sem dúvidas, é um dia importante para o nosso estado, momento em que estamos oficializando o resultado do último pleito eleitoral que, de forma democrática, reelegeu o governador Ronaldo Caiado. Que os parlamentares dessa próxima legislatura, em harmonia com o Poder Executivo, atuem e trabalhem muito em favor de Goiás e todos os goianos. Desejo sucesso e muita sabedoria ao governador Ronaldo Caiado e o seu vice, Daniel Vilela”, disse Lissauer Vieira.

Durante o rito oficial, o governador Ronaldo Caiado e, posteriormente, o vice-governador, Daniel Vilela, proferiram o compromisso de posse, em conformidade com o art. 33 da Constituição do Estado: “Prometo manter, defender e cumprir a Constituição da República e a do Estado, observar as leis, promover o bem geral e sustentar a integridade do estado de Goiás”, declararam os empossados. Caiado e Vilela comandarão o estado no período de 1º de janeiro de 2023 a 5 de janeiro de 2027.

Discurso do governador

No início do seu pronunciamento, Caiado rendeu homenagens póstumas às vítimas da covid-19, ao ex-governador Maguito Vilela (MDB) e ao ex-deputado estadual Iso Moreira (UB). O governador também ressaltou a importância dos servidores da Saúde e agradeceu a categoria pela atuação no enfrentamento à pandemia.

Caiado traçou um retrospecto dos últimos quatro anos, enfatizando o trabalho árduo necessário para superar os obstáculos. “Sabíamos que, apesar das dificuldades, estávamos comprometidos com a reconstrução do estado. Tínhamos foco e fé, e continuamos tendo. Por isso, continuaremos devolvendo Goiás aos goianos. Queremos entregar um estado melhor, respeitado, nacionalmente, e com mais qualidade de vida”, frisou o governador.

Sobre os avanços na Educação, o governador destacou que não havia condições mínimas de aprendizagem nas salas de aula quando assumiu a gestão. “A merenda também era de péssima qualidade. Em quatro anos, investimos mais de R$ 5 bilhões em parceria com o Governo federal. Quando o dinheiro é bem administrado, podemos levar dignidade a todos os goianos”, argumentou.

Ao comentar os avanços obtidos na área da Saúde, Ronaldo Caiado disse ter conquistado algo histórico por meio da promoção da regionalização. “Os discursos e as palavras são fáceis. As ações, no entanto, são complexas. Graças a Deus estamos mudando a vida dos goianos. Avançamos muito na regionalização, implantamos seis policlínicas no estado, atendendo às respectivas regiões com aquilo que só existia em Goiânia. Fizemos com que hospitais de média e alta complexidade fossem ampliados”.

Por fim, o governador reeleito acrescentou: “A minha posição, médico cirurgião, sempre me impôs a coragem de tomar decisões difíceis, claro, com o devido conhecimento. Só se constrói vitória se construirmos maioria. Temos que buscar construir pontos de concordância. Baseada nos pilares da fé, da minha formação profissional e legislativa, fomos construindo soluções para os problemas. Goiás foi o primeiro a colocar em prática o que diz a Constituição: ‘Que os Poderes são independentes, mas harmônicos’”.

Discursos de representantes da base e da situação

O deputado Antônio Gomide (PT) subiu à tribuna para representar os partidos de oposição. Em seu discurso, o parlamentar discorreu sobre pontos que considera como fragilidades do mandato que se encerrou, com destaque para as políticas sociais de combate à miséria, as obras de infraestrutura, a valorização do funcionalismo público e da Universidade Estadual de Goiás (UEG).

“Entendo que o superávit alcançado nas contas do Governo deve servir, nesse momento, para garantir, também, anualmente, a reposição das perdas salariais dos servidores públicos, pois esse é um direito conquistado por eles”, afirmou Gomide, ao solicitar que o Governo de Goiás volte a pagar pela titularidade dos professores.

O parlamentar petista sugeriu que o Governo, eleito democraticamente, recebeu uma chance de fazer mais pelo povo goiano. “O momento agora é oportuno para que, neste segundo mandato, o compromisso seja com o resgate do déficit social, por um Governo com mais investimentos e mais realizações”, salientou.

Em seguida, foi a vez do líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Bruno Peixoto (UB), subir à tribuna para discursar em nome dos parlamentares da base. Sobre os últimos quatro anos, Bruno opinou que foi um mandato atípico, marcado pelos problemas orçamentários deixados pela gestão anterior e pela pandemia de covid-19. Apesar das dificuldades, segundo o parlamentar, a reeleição de Caiado, já no primeiro turno, referendou a popularidade dele e foi o reconhecimento da eficiência do seu trabalho, por parte da maioria dos eleitores goianos.

Bruno Peixoto também agradeceu o chefe do Executivo goiano pela oportunidade de atuar na liderança do Governo. “Agradeço a confiança, a atenção e o respeito. Nós, deputados estaduais, sabemos a importância que temos para o futuro de Goiás. Sabemos da nossa responsabilidade para esses próximos quatro anos e da necessidade de trabalharmos em harmonia com os Poderes Executivo e Judiciário, Ministério Público, Tribunal de Contas do Estado (TCE), Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e Defensoria Pública do Estado (DPE)”, finalizou.

Autoridades presentes

Participaram da solenidade o corregedor-geral da Justiça, desembargador Nicomedes Domingos Borges, representando o presidente do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO), desembargador Carlos Alberto França; o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos); e a primeira-dama da Capital, Thelma Cruz.

Também estiveram presentes o o procurador-geral de Justiça, Aylton Flávio Vechi; o defensor público-geral do Estado, Tiago Gregório Fernandes; o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-GO), conselheiro Saulo Marques Mesquita; o presidente do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), conselheiro Joaquim de Castro; e o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO), Itaney Campos.

E, ainda: a reitora da Universidade Federal de Goiás (UFG), Angelita Pereira de Lima; o presidente da Associação Goiana de Municípios (AGM) e prefeito de Goianira, Carlos Alberto Andrade; o presidente da Federação Goiana de Municípios (FGM) e prefeito de Campos Verdes, Haroldo Naves; o presidente da Federação do Comércio do Estado de Goiás (Fecomércio) e representante do Fórum Empresarial, Marcelo Baiocchi; e o deputado federal Célio Silveira (MDB).

Faça parte da Lista de transmissão no

Whatsapp

Receba atualizações exclusivas e tenha participação ATIVA nas discussões e pesquisas.

Faça parte da Lista de transmissão no

Whatsapp

Receba atualizações exclusivas e tenha participação ATIVA nas discussões e pesquisas.

redes sociais

siga e participe do nosso trabalho

Apoie a nossas causas, curtindo, comentando e compartilhando nossos conteúdos.

1 of 93